04/05/2008



Hoje seria o dia Dela. O dia em que me pediria para ficar com ela, e eu não teria tempo. Porque tinha que ir à praia, porque tinha que ir às compras, ou ir ter com alguém. Em que provavelmente jantaria qualquer coisa à pressa com ela por ter algo mais "importante" para fazer.


Irónico, como a importância passa a ser algo de completamente relativo quando perdemos quem amamos.


Para muitos, é mais um Dia da Mãe, mais um dia no calendário dos dias temáticos. Cá dentro, é um dia de arrependimento. E um dia em que as saudades crescem mais um bocadinho.





E a música que ela estava a aprender... e que eu amo*

7 comentários:

Bolha disse...

Para mim o arrependimento faz-nos ter uma vontade desmesurada de compensar aquilo que não preenchemos com o que ainda temos ou podemos vir a ter nas nossas mãos...
...por isso, feliz (futuro) Dia da Mãe :p

*xoira pequenina*

Mr.T disse...

Deixa esse arrependimento. A tua mãe sabe que a amavas como ninguém, como saberá que o amor que tens por ela continuará a crescer.

A verdade é que elas são felizes por nós mesmo que não estejamos sempre lá, porque sabem que estamos bem.

Baci mille

Maria del Sol disse...

Não há nada que satisfaça mais as mães do que ver-nos felizes, por isso faz-lhe a vontade, sê feliz. A vida é demasiado curta para despediçarmos tempo em arrependimentos. :)

Beijinhos!

lampâda mervelha disse...

Quero-o em branco, porque em branco nada de suja.

Quero-o em branco, porque em branco nada se diz.

Quero-o em branco, porque em branco tudo se desmesura.

Quero-o em branco, porque em branco me lembro de ti.

Quero-o em branco, porque em branco a cal é tua.

Quero-o em branco, porque em branco não te findas no passado.

Quero-te em branco, porque em branco vives em tudo de mim.

Quero-te em branco, porque branco é o sentimento.

Quero-te, porque querer-te é brancura de amar e sorrir.

Ji disse...

Também dou beijos na bochecha!

Beijo na bochecha!

Abssinto disse...

Oh pá, emocionaste este gajo aqui...

beijos

Pan disse...

arrepiante!!