23/05/2008

Feios Porcos e Maus

Num primeiro passeio por aqui, fui dar com este pequeno apontamento do Miguel Esteves Cardoso, e reza assim:

Os homens são brutos e insensíveis. Matam mais criancinhas, portam-se pior à mesa, cospem e coçam-se mais. Os homems - e sobretudo os homens que gostam de mulheres - são menos inteligente, menos delicados e menos civilizados que as mulheres. A única coisa que têm a favor deles, à parte certas características discutíveis, como serem menos histéricos, é as mulheres gostarem deles. Por que é que a mulheres gostam dos homens? Como lésbica que sou nunca entendi.

Para variar, MEC tem toda a razão. E só mesmo um homem como ele, que não é especialmente atraente (vá, convenhamos, é feio mesmo), tem legitimidade e isenção na afirmação que faz. Gosto quando sublinha o facto de que são sobretudo os hetero que correspondem à descrição. Porque, exceptuando o facto de os homo serem, regra geral, mais histéricos do que nós, em tudo o resto são um amor. Têm melhores maneiras, são mais delicados, têm gosto para moda e para música. Vêm connosco às compras e é uma festa. E podemos sempre comentar com eles aquele rabo fantástico que acabou de passar.

Quanto aos hetero, não quero generalizar e muito menos ferir susceptibilidades aos homens que conheço. E felizmente, conheço poucos que sejam mesmo brutos e insensíveis à séria. Muito menos que matem criancinhas. Alguns, convenhamos, portam-se mal à mesa, cospem e coçam-se. E definitly, outros são mesmo menos delicados (ainda bem!) e menos civilizados que as mulheres.

Não querendo de maneira alguma criar um texto estereotipado (mas já o fazendo), acho que o homem ideal seria mesmo um gajo que reunisse o melhor dos hetero e dos homo. E nem precisava de vir comigo às compras, que lá isso eu faço bem sozinha. Mas podia/devia saber fazer coisas como ir ao Pingo Doce sozinho, comprar-me uns Evaxs sozinho sem entrar em pânico. Mudar as fraldas ao puto sem se esquecer do pó de talco no fim. And so on, uma vez que a lista é quase interminável.

A quem esta reflexão tenha parecido sem nexo algum, cabe informar que estou em fase hormonal, a.k.a TPM.

E tenho dito.

4 comentários:

curse of millhaven disse...

se fosse assim como é que depois nos podíamos queixar deles entre amigas? e é sempre um passatempo tão bom... :D

Jaime disse...

Há uma subtil ironia no "como lésbica que sou" do MEC que merece alguma reflexão...
Bom fim de semana!

Menphis disse...

até que nem és muito exigente :)já conheci piores :)

Von disse...

Queres ver que sou gay?...

Von