09/05/2008

Ele avisou-me...

... que as pessoas iam ficar mais simpáticas. Que parvoíce, disse eu. E não é que ficaram mesmo? E não é que isso me irrita?




p.s.- Eu sei, a foto é horrível e de péssimo gosto. Por isso mesmo não resisti a deixar esta pérola, a aterrorizar os vossos pensamentos no fim-de-semana. I'm a bitch!

p.s.2 - E não, eu não era em NADA parecida com a bardajona da foto! DASS!

13 comentários:

R.B.M. disse...

Por acaso vi na "Trya Banks" (sim eu vejo programas de merda) uma experiência em que puseram uma gaja toda boa e uma gorda a fazer inquéritos na rua. Obviamente, as pessoas só paravam para responder à Barbie. pfff só à estalada!

doutora teresa disse...

Em tempos idos da minha juventude, trabalhei numa loja de indumentárias.

Curioso atentar no tipo de tratamento/relação dos clientes para comigo dependendo da minha aparência cuidada e descuidada consoante os dias.

Variava muito.

Nunca descobri se era psicológico ou factual.

Porém, é certo que o Homem tem uma atracção por tudo aquilo que é perfeito e simétrico.

Recomendo-vos, a propósito, um documentário apresentado por John Cleese e Liz Taylor precisamente sobre a beleza facial e a atracção das pessoas por ela - aquilo que as pessoas procuram numa cara.


http://www.youtube.com/watch?v=1AZe9g2Huz0

Esta é a primeira parte.
Descobrirão as restantes ao lado.

Blue_@ngel disse...

Infelizmente a aparência exterior conta muito nos dias de hoje.
No teu caso, não te conheci antes, e não te conheço agora, mas se fizeste o mesmo que a senhora da foto, é mais que normal que as pessoas "em geral", se tornem mais simpáticas.
Aconteceu-me o mesmo na adolescência. E revoltou-me. Enfim...
Beijocas.

Menphis disse...

Também me está a acontecer o mesmo. Aliás, eu, em jeito de brincadeira, disse à minha mãe " se tivesse feito o que fiz, à 7/8 anos atrás, já estava casado " Hehehehe.

São em pequenas coisas, nos pequenos olhares, que sentimos isso.

Já agora, quantos KG já foram ?

Luis Gaspar disse...

tenho a certeza que és melhor que a segunda, que parece saída de uma revista com mercado alvo cabeleireiros suburbanos.

PDuarte disse...

Deixa lá os extriores!

Rosa dos Ventos disse...

Nunca fui do género de me preocupar com a minha imagem, mas estou mesmo a ficar desleixada...
Aconselhas-me algum tratamento especial? :-))

Abraço

M&M disse...

bolas! ainda bem q puseste o ps2 pq n tens mesmo nada a ver c aquela balofa! :p

bejinho grande

Ema disse...

lamento a dismistificação, mas não noto ninguém mais simpático. os olhares do sexo oposto, com o "barulho das luzes" sim, são diferentes, mas nada que interesse.

curse of millhaven disse...

bem, eu smp fui um palito por isso nca sofri isso na pele, mas se assim é... mete mt nojo :S

agriao disse...

Ficam sim. E quando te habituas a isso... aí é que é mau. **

lampâda mervelha disse...

Bom, se és parecida ou não.. não sei, agora ali a fulana das fotos... não gosto, nem "after"... nem "before". Não gosto, não gosto e não gosto!

A aparência importa e tem um peso considerável. O problema é que tudo é levado e explorado ao extremo por esta sociedade blá blá blá etc & tal.

Não me movo nem me comovo com tendências ou modas. Para mim a aparência centra-se num gesto de empatia e no que transparece do individuo. Seja com quem for e onde for, até mesmo com o/a fulano/a que esteja na caixa registadora do super. O mais certo será quando lá voltar, procure a caixa onde está.

E para mim.. a aparência é um todo que me agrada.

d. disse...

Tb é verdade que perdendo uns quilos, aumenta a nossa (sim, sei do que estou a falr!)auto-estima, a vontade de melhorar a aparência e melhora, consequentemente, a disposição, também para com os outros. E quer se queira quer não, o contacto visual é fundamental, para criar empatia com alguém...