07/03/2008

Hoje acordei a pensar naquela notícia do segurança que apareceu esfaqueado no Colombo. Logo eu, que sou pouco optimista e ainda menos entusiasta das autoridades que nos "governam" aqui no rectângulo. E a tal notícia veio reforçar ainda mais esta minha descrença. Porque vivemos num país onde a PSP afirma peremptoriamente que não está posta de parte a hipótese de se tratar de um suicídio.

Calma. Reler a notícia. Respirar fundo. 3...2...1...


Se a história não fosse dramaticamente triste, seria altura para soltar uma valente gargalhada. Sim, porque as nossas autoridades naõ hesitam em defender que, quando uma pessoa pretende atentar contra a própria vida, vá de espetar uma facada no peito. Mas como à primeira não se morre logo e não se fica a esguichar sangue e a dor não é suficientemente lancinante, vá de mandar a segunda e, espanto dos espantos!, a terceira facada. Sim, porque a dor de uma facada no peito é um mal menor, o importante é cumprir o propósito inicial: o suícidio.

Tenho dito.

6 comentários:

HuGorila disse...

A PSP também vê o CSI o que pensas? E vai daí vamos trabalhar as hipóteses menos óbvias que é assim que acontece na série.

Ema disse...

lol.

curse of millhaven disse...

pah sim, essa história tb me faz uma confusão enorme... =/

Jaime disse...

Os japoneses é que sabem fazer isso. Nós não. Questão de distância civilizacional. :-)

Menphis disse...

Era mais fácil cortar os pulsos. Ou atirar-se da janela mais alta do Colombo abaixo. Nunca lá fui, mas parece que é alto.

Maria del Sol disse...

Perante tal enormidade só me ocorre pensar que a única função das autoridades é passar atestados de estupidez às pessoas. :S