02/09/2008


Lisboa devia ser sempre Agosto. Setembro e sentem-se as hordas impiedosas de gente chegar sequiosa, voraz, cansada. Setembro morno abraça Lisboa languidamente, num abraço que só perderá força no próximo Agosto. E no outro. E depois no outro. Até lá, a cidade será da multidão.

Sorve-se ainda o que sobra de Agosto. As estradas ainda reservam uma réstia do espaço que predominou. Há quem ainda consiga fingir o bucolismo que então devastou Lisboa. Eu já não consigo fingir. Os olhos dos outros pregados no chão são inevitavelmente contagiosos, a melancolia por um estado de alma que já está a um ano de distância. A ansiedade frustrada/frustrante de querer sobressair no meio da multidão e de nunca sair do mesmo sítio. Agosto deixou a ilusão doce de que a cidade era dos sobreviventes que cá ficaram. E durante 31 mágicos dias, fingimos insensatamente que Setembro não chegaria. Mas chegou, ímpio e cortante.


(suspiro) E Lisboa, que devia ser sempre Agosto... (suspiro)

9 comentários:

tintanobolso disse...

e nós?



Não podíamos ser sempre Agosto?


bora começar por aí.

Porcos no Espaço disse...

Tão, mas tão bem caçado. É mesmo isso, como eu te compreendo.

Setembro está condenado a ter sempre aquele sabor de final de festa.

Menphis disse...

Setembro é tão chato, menos para mim que vai ser significado de férias.:)Mas as pessoas andam sempre com uma cara de trombas. É por isso que adoro trabalhar em Agosto, é uma tranquilidade maravilhosa em todo o lado. O problema é que em Agosto é significado de silly season, tu já viste isso no ano todo ? Este país AINDA ficava pior do que já estava. Tinha mesmo de fugir daqui.

curse of millhaven disse...

podes crer...lisboa devia ser semore agosto, mas com o tempo de outubro, novembro, dezembro, por aí :)

Sorrisos em Alta disse...

Por isso é que me pirei dela assim que chegou o Setembro!

;o)

PDuarte disse...

...e eu assim que nasci.

Maria del Sol disse...

Eu de Setembro gosto da vaga nostalgia, do Outono que se entrevê no horizonte. O mesmo não se pode dizer das multidões trombudas, totalmente dispensáveis, mas não se pode ter tudo... ;)

Rosa dos Ventos disse...

Em relação à minha santa cidade ainda bem que este querido mês de Agosto já passou!
Lisboa fica bem melhor, mas sobra para outros, não quer dizer que os lisboetas sejam os que invadem esta cidade em Agosto.
Seja quem for é hora de partirem! :-))

Abraço

TT disse...

Adorei o teu texto, embora faças um excelente retrato "sazonal" acho Lisboa linda em qualquer altura do ano. É verdade que com menos espaço, mas se calhar mais vida, e nem todos arrastam o olhar pelo chão, há quem olhe para cima e se apaixone por esta cidade... Eu estive por cá em Agosto, realmente tem tonalidades diferentes, muitas enunciadas por ti, mas muita coisa faltou...se calhar o sangue que normalmente lhe corre nas veias....